Clique aqui ganhe 🤑 cupons e frete grátis!

Verão: principais cuidados a se atentar durante a estação
Atualizado em 02/01/2023

Verão: principais cuidados a se atentar durante a estação

Verão: quais são os cuidados necessários nessa época do ano

O verão é igual a muito sol, calor e piscina! A estação mais quente do ano é sinônimo de muita diversão, porém ela também traz diversas ameaças para o nosso corpo. O verão no Brasil começa em 21 de dezembro e se estende até o dia 20 de março. Por coincidir com as férias escolares, costuma ser a estação mais aguardada do ano.

Por isso, quem quer aproveitar o verão deve estar atento aos principais cuidados com a saúde nessa estação, para não sofrer com queimaduras ou ainda ter a pele prejudicada.

Com o aumento das temperaturas e das atividades próprias desta época do ano, como idas ao clube e à praia, nosso corpo fica sujeito a ameaças que podem atrapalhar imensamente os dias de férias.

Índice

Assim, para te ajudar a curtir o sol sem preocupação, conheça a seguir, alguns dos principais cuidados com a sua saúde e seu corpo que se deve ter durante o verão. Aproveite e boa leitura!

Dicas para lidar com a sudorese

Caracterizada como um excesso de transpiração, a sudorese, ao contrário do que muitos pensam, não caracteriza, necessariamente, uma doença. Trata-se de uma propriedade corporal que serve para regular a nossa temperatura.

Quando a temperatura de nosso corpo fica muito alta ou quando realizamos exercícios físicos, a transpiração é uma maneira de suprimir o calor, auxiliando o organismo a retornar ao estado normal de equilíbrio.

Porém, para algumas pessoas, ele deixa de ser um mecanismo natural do corpo e torna-se uma complicação.

Já que, quando em abundância, o suor gera desconforto e pode levar até ao isolamento social, quando associado ao mau cheiro, por causa da vergonha.

Aqui estão algumas dicas de como lidar com suor excessivo, especialmente durante o verão.

Beba bastante água

Muitas pessoas talvez acreditem que, por beber mais água, podem transpirar mais, porém, o que ocorre é exatamente o contrário, já que o organismo libera menos líquido para se preservar.

No dia-a-dia, o nosso organismo precisa de, no mínimo, 2 litros de água para manter suas funções normais. Porém, com o calor excessivo e o aumento da transpiração, é necessário reforçar a ingestão de líquidos para assegurar o equilíbrio hídrico do corpo.

A melhor maneira de fazer isso é ingerindo no mínimo 2 litros e meio de água pura todos os dias, porém você também pode complementar sua hidratação com sucos, água de coco e chás em suas versões naturais e sem adição de açúcar.

Use roupas leves

Tecidos sintéticos como nylon, poliéster e acrílico, como exemplo, bloqueiam somente 30% da radiação UV, deixando até mesmo partes cobertas expostas ao sol. Além disso, esse tipo de material dificulta a respiração da pele.

Assim, procure utilizar roupas adequadas à essa estação. Camisas, camisetas, calças e vestidos da cor preta, por exemplo, têm a tendência de reter mais calor e farão com que você sinta-se sufocado. Por isso, procure utilizar roupas mais leves e com maior conforto.

Além disso, lembre-se de utilizar chapéus e óculos de sol sempre que for preciso caminhar sob o sol.

Barracas feitas com lona ou outras fibras naturais também ajudam a evitar queimaduras e vermelhidão, apesar disso, o protetor solar ainda é indispensável, já que pelo menos 50% dos raios conseguem atravessar estas barracas.

Use o Visto.bio

O uso diário de desodorantes não é algo recomendado e seu uso indiscriminado pode trazer inúmeros problemas para sua saúde. Foi pensando nisso que surgiu o Visto.bio, um tratamento completo que protege sua pele sem agredir e prejudicar o funcionamento natural de seu corpo.

Diferente da maioria dos desodorantes, Visto.bio atua diretamente na descontaminação, não só da região das axilas mas, também, em peças que já estejam contaminadas. Tudo isso, sem componentes prejudiciais à saúde de sua pele.

Cuidados com a saúde e com a pele nessa época do ano

Apesar de o verão ser considerado uma época com clima agradável, o fato é que nossa pele sofre mais durante esse período do ano do que nos outros. As temperaturas altas e o contato com a água do mar, por exemplo, são alguns fatores que contribuem para o aparecimento de problemas na pele.

Por isso, alguns cuidados precisam ser redobrados no verão. Somente desse modo é possível reduzir o ressecamento da pele e o envelhecimento precoce, condições que, caso não forem controladas, talvez evoluam para casos mais graves, como infecções ou até câncer.

Aqui estão alguns dos vários cuidados a se atentar nesse período.

Controle o consumo de bebidas alcoólicas

A combinação de calor, sol e o clima de praia podem parecer ideais para degustar uma uma cerveja gelada ou uma caipirinha, porém é necessário ter bastante moderação com o consumo de bebidas alcoólicas e esse é um dos cuidados principais com a saúde no verão.

Além da intoxicação do organismo, que resulta na famosa ressaca, o álcool no organismo estimula a transpiração e a micção, o que pode ocasionar um aumento significativo da perda de água e pode levar à desidratação.

Outras substâncias, que também favorecem a perda de líquidos pelo corpo são o açúcar em excesso e a cafeína que devem, também, ter o seu consumo controlado principalmente durante a estação.

Esteja atento aos sintomas da insolação

Também conhecida como hipertermia, a insolação consiste no aumento da temperatura corporal que passa dos 40 graus Celsius. Essa condição ocorre quando os mecanismos de regulação de temperatura do corpo são sobrecarregados em diversas situações como exposição desprotegida ao sol, desidratação, exercícios físicos em excesso.

Alguns dos sintomas que acompanham a hipertermia, que valem destacar, são:

  • Transpiração intensa;
  • Dor de cabeça;
  • Náuseas;
  • Tontura;
  • Confusão mental;
  • Convulsões;
  • Respiração curta e acelerada;
  • Pressão arterial baixa;
  • Vômitos;
  • Câimbras, entre outros sintomas

Ao identificar alguns desses sinais em uma pessoa, leve-a para um lugar mais fresco e arejado, deite-a e remova roupas e/ou calçados apertados. Ofereça água apenas caso a pessoa estiver consciente e procure ajuda médica o mais rápido possível.

Evite tomar sol em horários mais quentes.

Entre as 10 horas da manhã e 4 horas da tarde é o momento em que o sol está mais quente, por conta da sua posição. Por esse motivo, evite banhos de sol durante tais períodos pois, nesse caso, aumenta-se o risco de aparecimento de manchas na pele ou que desenvolva-se algum tipo de câncer.

Programe o seu dia no clube ou na praia para tomar sol somente antes ou depois desse horário. No restante desse tempo, tente abrigar-se sob um guarda-sol ou em lugares cobertos até que a temperatura permaneça mais amena. Aliás, banhos no mar nesse horário também podem impactar na sua pele, se possível, evite-os.

Evite banhos quentes

Caso você tenha o costume de tomar banhos quentes e demorados durante todo o ano, saiba que talvez não seja uma boa ideia fazer isso em dias mais quentes. A água em temperatura muito alta pode ser prejudicial para a hidratação da pele, pois acaba removendo a camada superficial de gordura que defende o nosso corpo.

Não é à toa que os chuveiros vêm com opções de “inverno” e “verão”. No calor, tente optar por água morna ou até fria. Você perceberá que a sensação após o banho será um tanto mais agradável e a sua pele também sentirá os resultados desse tipo de cuidado.

No caso do rosto, o hábito pode causar um outro efeito, já que a pele seca estimula suas glândulas sebáceas, resultando em maior oleosidade, sem que a pele fique realmente hidratada, o que favorece ainda um aumento significativo do aparecimento da acne.

Use protetor solar

O risco de desenvolver câncer de pele existe durante o ano inteiro, de maneira que o protetor solar deve ser aplicado durante todos os dias. Durante o verão, porém, com o aumento da incidência de raios ultravioletas do tipo B, especialmente entre as 10 e as 16 horas, ficamos mais vulneráveis às queimaduras pelo sol.

Para proteger-se, recomenda-se o uso de um filtro solar com o mínimo de 30 FPS ou superior. No dia a dia, quando nós ficamos em ambientes fechados, é necessário aplicar o produto antes de sair de sua casa, no horário do almoço e no meio da tarde.

Já em dias de exposição maior, como idas à praia e à piscina ou qualquer outra atividade ao ar livre, o protetor tem que ser passado antes de se vestir a roupa de banho e ser reforçado a cada duas horas, ou sempre que você transpirar demais ou mergulhar.

Hidrate a pele

Assim como o nosso organismo precisa ingerir grandes quantidades de líquido ao longo do dia, a mesma regra também serve para a pele. Em dias quentes ela fica mais propícia a ressecar por motivo da transpiração. Para combater o ressecamento da pele, a solução é mantê-la hidratada.

O ideal é agendar uma consulta com algum dermatologista para que ele possa receitar certos cremes feitos sob medida para as suas necessidades e de acordo com o seu tipo de pele.

A hidratação da pele é fundamental e deve ser reforçada no verão. Invista em cremes de fórmulas ricas e nutritivas, gel ou sabonete de banho neutro.

Lidando com o suor e mau cheiro

O organismo humano é lar de milhões de bactérias inofensivas que auxiliam na defesa natural da pele. Esses microrganismos vivem e crescem em áreas úmidas e ricas em nutrientes, como a região das axilas, por exemplo.

Desse modo, o odor corporal acontece pois as bactérias alimentam-se do suor e o metabolizam, produzindo subprodutos que contêm um cheiro forte muito característico, como cebola, queijo ou vinagre.

Apesar da transpiração ser natural e inevitável, o mau odor do corpo é causado pelas excreções dessas bactérias que se alimentam do suor. Esse processo pode se tornar um transtorno quando aliado aos cuidados inadequados na higienização da área e dos tecidos que entram em contato com a região.

Os malefícios dos desodorantes comuns

É complicado imaginar a vida sem o desodorante, especialmente em um país como o Brasil, que é bastante tropical. O produto é utilizado como tática para disfarçar o odor do corpo, principalmente em climas mais quentes, já que, muitas vezes, apenas água e sabão não conseguem eliminar o odor produzido pelo suor ao longo do dia.

No entanto, se apenas duas palavras pudessem descrever bem os antitranspirantes comuns, essas são alumínio e triclosan. Esses são componentes capazes de causar danos à saúde e ao meio-ambiente, porém, mesmo assim, são encontrados com relativa facilidade na maioria das fórmulas.

Além disso, ainda existem as versões em aerossol, que podem ser inaladas facilmente cada vez que apertamos a válvula. Alguns estudos até sugerem a ligação do produto ao câncer de mama, devido à presença de alumínio.

Os polêmicos antitranspirantes

Um desodorante comum diminui o odor e inibe a produção do mau cheiro, por esse motivo, costumam ser menos agressivos, pois não conta com alumínio em sua fórmula. Eles são montados, geralmente, com agentes antissépticos, pois combatem o aumento das bactérias, responsáveis pela fermentação do suor.

Já o antitranspirante tem uma função diferente: além de reduzir o odor, ele bloqueia os poros, fazendo com que o suor fique retido. Isso é possível graças à existência de sais de alumínio na fórmula.

Dessa maneira, quanto maior for a concentração do mineral no produto, mais duradouro e potente será sua ação. Por isso é comum encontrar várias versões que prometem atuar por 48 horas, e, às vezes, até mais.

Entretanto, bloquear a saída do suor é uma ideia que, embora possa parecer eficaz e confortável, está impedindo uma ação super necessária e natural do nosso corpo, o que pode acarretar inúmeros problemas relacionados à saúde.

Então, como evitar o mau odor de maneira natural?

Estando em dúvida se o desodorante pode ou não prejudicar a sua saúde, especialmente a longo prazo, os consumidores saem em busca de melhores alternativas.

Entre produtos naturais e receitas caseiras, a dica é procurar por aqueles produtos que são indicados por órgãos competentes, para eliminar o mau odor e, ao mesmo tempo, preservar a saúde. Como é o caso do Visto.bio.

Kit Antiodor Adeus mau cheiro!

O Kit Antiodor Adeus Mau Cheiro age para desentupir os poros de sua pele e estimular a proteção natural e o equilíbrio do seu corpo.

Diferente da grande maioria dos desodorantes, ele não fortalece as bactérias do mau cheiro, muito pelo contrário, esse tratamento inibe a proliferação desses microorganismos.

Esse Kit conta com o tratamento completo que conta com o Visto.bio vermelho, que deve ser usado no banho, o azul, que deve ser aplicado na pele e na roupa limpa, e o verde, que atua impedindo que haja recontaminação.

Como usar o Visto.bio

Cada um dos frascos de Visto.bio possuem uma finalidade. É fundamental se atentar a isso na hora de utilizar cada um deles.

O Visto.bio Azul deve ser aplicado diretamente na axila e na parte de baixo dos braços em camisas ou camisetas de tecido. Ele atua na descontaminação da área, tanto da pele quanto da camiseta. É a solução para aquelas peças que continuam com mau cheiro mesmo após a lavagem.

O Visto.bio Verde atua evitando que as bactérias presentes em roupas ou toalhas contaminem novamente o corpo, e resolve este problema caso já esteja ocorrendo. Só deve ser usado depois do azul.

O Visto.bio vermelho, deve ser usado no banho e reduz de forma significativa as manchas na pele, vermelhidão e outras inflamações relacionadas ao uso frequente de lâminas e desodorantes.

O Visto.bio branco, fortalece a proteção natural da pele, evita a transpiração e o odor de maneira natural sem bloquear os poros.

Leia também: Aprenda como cada frasco Visto.bio funciona

Conheça o tratamento Visto.bio!